Telefone
42.99867-9943

E-mail sinduepg@sinduepg.com.br

Docentes decidem encerrar greve na UEPG

14/12/2023 às 19:12

Os professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) decidiram, por unanimidade, encerrar a greve que estava suspensa desde junho deste ano. A decisão foi tomada em assembleia geral extraordinária realizada na tarde desta quinta-feira (14) promovida pelo Sindicato dos Docentes da UEPG (Sinduepg). O governo do estado apresentou uma contraproposta ao Plano de Carreiras, Cargos e Salários (PCCS) que garante apenas o aumento no adicional de titulação (ATT), excluindo as outras pautas do movimento grevista. O documento foi aprovado na Assembleia Legislativa do Paraná na última terça-feira (12) em segunda votação, e com isso a greve na UEPG foi concluída. O texto ainda depende da sanção do governador.

Para o presidente do Sinduepg, professor Volney Campos dos Santos, a greve foi encerrada com saldo positivo, pois foi resultado da mobilização docente. “O aumento do  adicional de titulação recompõe parcialmente as nossas perdas salariais acumuladas, mas temos ainda outras demandas que não foram contempladas e que são caras à categoria, como a data base, a situação dos professores temporários, a realização de concursos públicos, a precarização trazida com a LGU. Saímos com resultado positivo, mas a luta vai continuar”, destaca.

Na assembleia geral dos docentes foram explicados os detalhes da alteração do PCCS e quais devem ser os próximos passos. O pagamento do novo adicional de titulação deve começar em janeiro de 2024. Além disso, já foi iniciada a discussão da campanha salarial de 2024. Também foram escolhidas as professoras que representarão o Sinduepg no 42° Congresso Nacional do ANDES, que será realizado de 26 de fevereiro a 01 de março de 2024, em Fortaleza (CE).

 

Alteração do PCCS

A greve, que começou em maio deste ano, foi suspensa em junho, após o governo do estado ter assumido o compromisso de dar celeridade na tramitação do projeto de lei (PL) que tratava da alteração do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) dos docentes. 

O texto encaminhado pelo governo do estado contempla apenas o aumento no Adicional de Titulação (ATT) dos docentes das universidades estaduais. Com a mudança, o Plano de Carreira Docente passa a valer com os seguintes percentuais de Adicional: Especialista passa de 25% para 30%; Mestre de 50% para 60%; e  Doutor de 80% para 105%.

A mudança é válida para professores efetivos e temporários, conforme previsto no Art. 6° do PL aprovado. O Projeto precisa ainda passar pela sanção do governador.